GESTÃO DA EMOÇÃO | RECEITAS PARA VIVER SAUDÁVEL
Localização
Rua Osvaldo Pacheco, 10 - Boituva/SP (por agendamento)

OUTUBRO ROSA – HOMENS E MULHERES

Outubro é Rosa, para as mulheres… e para os homens

A emoção e as doenças

O mês de outubro, tem seu importante foco social na prevenção do CÂNCER DE MAMA.  A orientação é intensificada no Câncer de Mama Feminino, mas este acomete também aos homens. Independente do gênero e das estatísticas (o Câncer de Mama Masculino registra menor incidência*), o fator emocional contribui fortemente na manifestação desse e outros distúrbios físicos.

Alopatia & Terapias Alternativas

As doenças modernas se manifestam em consequência da forma como administramos as emoções no nosso dia a dia, sem falar da alimentação. Uma vez que as doenças se instalam, são, geralmente, tratadas no formato alopático, e podem ter seus resultados positivos potencializados em paralelo com as terapias integrativas.

Transformação social & impacto emocional

Não de hoje a contínua transformação sócio-cultural a qual diz respeito à igualdade de papeis.

Por um lado, a mulher consolidando de vez a queda do rótulo “sexo frágil”, sob todos os ângulos sociais. Do outro, igualmente, o homem assimilando a diferente formatação de seus espaços e papeis sociais, dentro de um contexto em permanente evolução.

Durante esse processo, ambos são impactados emocionalmente, sem deixar de lado os intensos esforços investidos para a defesa dos pontos de vista, somados às eventuais resistências sociais.

O melhor remédio: a prevenção

O Câncer de Mama, assim como tantas outras doenças, não escolhe gênero, mas pode ser evitado/revertido.

As terapias integrativas, a exemplo da Meditação e o Reiki, atuam fortemente no papel preventivo de doenças, em paralelo ao indispensável autoexame, check ups de saúde e acompanhamentos regulares, estes, já amplamente divulgados pela mídia e Ministério da Saúde.

O equilíbrio emocional e mental, atuam com papel fundamental na saúde física.

Medite!! Oportunize ao Reiki elevar seu equilíbrio emocional.

 (*) Segundo o Inca e o Ministério da Saúde.

(**) As Terapias Integrativas (ou complementares ou alternativas) são denominadas pela Organização Mundial da Saúde – OMS como Medicina Tradicional e compreendem um grupo de práticas de atenção à saúde não alopáticas e englobam atividades como a acupuntura, meditação, reiki, entre outras. Atendem ao indivíduo de forma holística, baseado na confiança e no vínculo terapeuta / usuário.

Maria Silvia Martos Pompeu

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.